IFPE elege reitor pela primeira vez

quarta-feira, 8 de junho de 2011


Li em várias fontes que o candidato derrotado ao IFPE, Granata, está recorrendo até ao MP para anular a eleição. DIz que a vitoriosa, Sansil, comprou votos. Alunos do campus BELO JARDIM fizeram a denúncia.


Gente. Sansil é petista. Motivo bastante para que eu não tenha admiração nenhuma por ela. Mas hei de reconhecer que ela é competente gerindo o IFPE. E no campo "eleição, a verdade é:


estão insatisfeitos com o fato de os campi do interior terem decidido a eleição. Sempre acharam que Recife é “O IFPE”.
O candidato derrotado, Granata, é atual gestor do campus da capital. Em um ano de gestão, conseguiu ter de devolver 6 milhões aos cofres por falta de projetos para empenhá-los. Alunos só conseguem assistir aulas se fizerem motim à frente da direção da escola. Enfim…não vale aqui discorrer sobre a gestão dele, por não ser o ponto da discórdia.
Ainda com tal gestão, Granata conseguiu ser o vencedor das eleições para Reitor no campus Recife em todos os três segmentos (aluno, professor e administrativos). Conseguiu também eleger seu sucessor na direção do campus.
Mas não aceita o fato de ter perdido esmagadoramente nos campi do interior
Em Pesqueira: Sansil teve 44 votos de professor, 25 de técnicos e 441 de alunos. Granata teve 16 de prof, 26 de adm e 328 alunos.
Em Caruaru: Sansil teve 18 votos de professor, 8 de técnicos e 153 de alunos. Granata teve 2 de prof, 1 de adm e 26 alunos.
Em Belo jardim: Sansil teve 37 votos de professor, 47 de técnicos e 247 de alunos. Granata teve 12 de prof, 9 de adm e 167 alunos.
Em Afogados: Sansil teve 6 votos de professor, 10 de técnicos e 219 de alunos. Granata teve 1 de prof, 2 de adm e 11 alunos.
Em Garanhuns: Sansil teve 16 votos de professor, 26 de técnicos e 328 de alunos. Granata teve ZERO de prof, 2 de adm e 15 alunos.
Será que todos esses foram comprados? Inclusive os professores?
Não tenho aproximação nem procuração nenhuma para defender a eleita. Mas o jogo democrático exige que uns percam ao passo em que outros ganham. Quem é mau perdedor provavelmente seria mau administrador




ORIGINAL 08/06/2011


Quem gosta de eleição é assim: não perde uma nem de síndico de condomínio. Hoje está sendo realizada a eleição para reitor do IFPE. Em Belo Jardim, o antigo Colégio Agrícola, é um dos campi do Instituto.

Acontecem hoje as eleições do reitor do Instituto Federal de Pernambuco (IFPE). Essa é a primeira vez que a comunidade do IFPE, formada por 14 mil estudantes e cerca de 1.500 servidores administrativos e docentes, vai escolher seu principal representante. Nos campi de Recife, Pesqueira e Barreiros também acontecem eleições para a Direção-Geral. 

O IFPE abriga hoje o maior campus da Rede Federal de Ensino Tecnológico: Recife. O campus atende cerca de sete mil estudantes, em modalidades de ensino técnico, superior (tecnológico e bacharelado), pós-graduação e Proeja. Além da capital, o IFPE também está presente nos municípios de Ipojuca, Pesqueira, Barreiros, Vitória, Belo Jardim, Caruaru, Afogados da Ingazeira e Garanhuns.

Estão sendo disponibilizadas 54 urnas eletrônicas nos campi, em parceria com o Tribunal Regional Eleitoral de Pernambuco. Para garantir que os estudantes da Educação a Distância também possam votar, há também urnas em cada um dos 19 pólos espalhados pelos estados de Pernambuco, Paraíba, Alagoas e Bahia. No dia das eleições, serão 162 mesários trabalhando para garantir que o resultado preliminar seja apurado ainda na noite da quarta-feira. A homologação do resultado final acontecerá apenas em 16 de junho, após análise de possíveis recursos.

Conheça os candidatos:


Cláudia Sansil. Jornalista, professora de comunicação do campus Recife, Cláudia substitui, até 24 de junho, o ex-reitor do IFPE, Sérgio Gaudêncio.



Francisco Granata. Administrador, professor de empreendedorismo do campus Recife, Granata é diretor-geral do campus.



José Mário. Engenheiro Civil, professor dos cursos de edificações e saneamento do campus Recife, José Mário é presidente do CREA-PE.



Telmo Mendes. Engenheiro, professor de desenho industrial do campus Recife

Diário de PE

4 comentários:

Anônimo disse...

Nao sei a que veio essa transformação de agrotecnica para if. Era para colocar cursos superiores...mas cade os cursos? onde eles estão? tá em brasilia? onde esta? Este pais é uma vergonha, cade o povo do PT? eles nao estão no poder! è por isso que o PT aqui nao tem voto, nao faz nada...so pede voto a cada 4 anos com a maior cara de pau pregando etica e outras coisas mais que so o PT nao enchergou ainda que hoje é tao ruim ou pior que os outros partidos...O PT fez o governo gastar 300 milhoes com KIT GAY para que? ensianr as crianças a tranzar nas escolas? isso é uma vergonha! Partido sem moral, nem respito as crianças, acho que temos que denunciar este partidinho ao conselho Tutelar!

Anônimo disse...

Esta cidade tem tudo e ao mesmo tempo nao tem nada. Esta escola poderia ser uma potencia, mas ali so temos um monte de elefantes que nao se mobilizam para nada. Cade os cursos superiores, cade os cursos tecnicos, os cursos tecnicos é emprega os jovens...monte de parasitas! E o reitor, ta bom de entregar o cargo...passa pra outro, quem. Ai que mora o problema, quem?

Esta cidade ta bem servida de parasitas!

Douglas Medeiros disse...

Bem, aconteceram as eleições para isso, troca de diretores gerais, hoje reitores.

Anônimo disse...

Até onde sabemos essa eleição no IFPE está acusada de ter fraude por parte da candidata SANSIL. O MPF está apurando o resultado que dar a ela a vitória.