Esclarecimento!

segunda-feira, 25 de fevereiro de 2013

Caros e parcos (e aos não caros também!), 

Todos nós temos aqueles períodos mais introspectivos. Posso dizer que estou vivendo um dos meus. Eis a razão de as postagens terem escasseado. Claro...Há muitas coisas na minha vida que me interessam mais que a política, ou tanto quanto ela. Algumas dessas outras instituições têm tomado meu tempo. Mas posso confessar-lhes que a danada da Política também me anda desgostando mais que o normal. Tanto no plano nacional, em que vejo cada vez mais um povo brasileiro entregue às manobras do PT e de sua trupe, ao plano municipal. 

O grupo político ao qual pertenço perdeu a eleição em Belo Jardim. Deveríamos estar todos fazendo oposição, honrando os votos que lhes deram e fiscalizando o executivo. Quem governa são aqueles que ganham. Aqueles que perdem ficam olhando de longe. Ao menos assim seria no meu mundo ideal. 

Em Belo Jardim, as coisas caminham diferente. Dos vereadores não eleitos, passando por todos os 5 eleitos pela chapa de Andréa, até chegar ao candidato a vice-prefeito. Todos se passaram pro lado de lá. Todos são livres para tomarem o caminho que preferirem...A nós, por mais que discordemos, só nos cabe acatar. Mas temos o direito de criticar também. Se pudessem, esses vira-casacas já teriam me cassado o direito de escrever. Se pudessem. Como não podem, só posso lhes recomendar que tenham nervos! Mordam a testa ou enfiem o dedo no contador. Gilvandro Estrela até surra quis me dar e nunca me calou. Não serão vocês com suas ligações em tom de “amigo efetuoso” nem com seus recadinhos elegantes que irão fazê-lo. 

Vocês já devem ter notado que eu não ligo de ser minoria, ou de representar poucos que pensam como eu. As minorias existem e precisam ser, sim, escutadas. Eu faço parte dessa minoria que prefere honrar seu discurso de 5 meses atrás a jogá-lo na lata do lixo em troca de um cargo comissionado ou um cabide de empregos. 

Em função do meu radicalismo, eu sempre soube que ao mesmo tempo que sou pedra, poderia também ser vidraça. Como no campo político e profissional, acham pouco que me desabone, começam a caçar naqueles que me cercam. 

Em função de minhas duras e severas críticas a Wilson Filho, o presidente da AEB, uma série de comentários tentando atingir a honra da ex-presidente da AEB (Carmem Peixoto, minha tia) chegou ao blog. Sobre isso, quero esclarecer os seguintes pontos: 

- Um mesmo IP (que identifica o endereço do computador) postou 7 comentários sobre o assunto, para fazer parecer que são várias as pessoas que questionam a sua conduta. 

- Esse IP já foi identificado e, se prosseguir, providências serão tomadas. É de esperar...Trata-se de uma pessoa pequena, paga para se prestar ao papel baixo que os poderosos não têm coragem de executar. Seu salário no fim do mês, para manter os carros de tetos solares e camisas de marca, depende disso. 

- A Professora Carmem foi escolhida, em uma eleição simbólica pelo sindicato, após Bernardina sair da AEB. O Prefeito Marcos Coca-Cola, mesmo contra a vontade de Mendonça Filho bancou a nomeação. No começo de 2012, sem o apoio do gestor municipal para honrar os compromissos da Instituição, Carmem pediu exoneração do cargo. O prefeito não aceitou e insistiu por sua permanência. Com árduo trabalho, com a parceria com Olga Cavalcanti e, é preciso reconhecer, um importante aporte do governo do Estado, através das bolsas do Proupe, a casa começou a ser colocada em ordem. Quem diz não sou eu, e sim os que vivem a AEB. Tanto que, após a eleição de João, o sindicato outra vez fez uma eleição simbólica (inocentes...acreditavam que João iria cumprir a promessa de aceitar a indicação). Mesmo sem estar presentes e sem ter autorizado seu nome, Carmem venceu o Professor Jorge Coelho. O resto da história vocês conhecem... JM garantiu a Carmem que ela ficaria, mas preferiu ofertar o cargo a seu súdito Wilson Filho, aquele que votou na Câmara dizendo que João é FICHA SUJA.

- No final da gestão passada, foram construídas novas salas de aula e, se não me engano, dois banheiros. Como a AEB é deficitária em funcionários que executem serviços gerais, Carmem preparou o contrato para duas pessoas ficarem responsáveis pela limpeza desses banheiros. Uma dessas pessoas trabalha durante o dia em sua casa como secretária doméstica. 

- Essa funcionária começou a prestar serviços a AEB com Wilson já presidindo a casa. Aliás, a funcionária citada votou sabe em quem pra vereador? Em mim? Nada...votou na esposa de Wilsinho. Assim como mais três pessoas da família de Carmem e minha, que tinham (ou têm...sei lá) o casal na cota de amigos pessoais. 

- Como não têm mais o que inventar, como não sabem justificar sua sede por poder e por cargos, essa patota tenta, através dessa funcionária, insinuar algo sobre a idoneidade de Carmem. Ao longo de 1 ano e meio presidindo a casa, 2 pessoas foram contratadas por Carmem. Uma delas, como dito, realiza limpeza de banheiros e recebe um salário mínimo. 

- A gestão atual, em menos de um mês, já empregou mais de 10 pessoas. O salário delas? Vai saber! Nenhuma delas tem sua contratação justificada com necessidade da AEB de seus serviços, pois há, entre os efetivos, quem realize o serviço. 

Vocês podem dizer muito de mim... Mas não dirão que sou anti-democrático, que não dou espaço ao contraditório... Carmem não é pessoa pública. Não têm mandato, não é filiada a partido algum. E é por isso, e não por ser a pessoa mais importante da minha vida, que não permitirei mais comentários que envolvam sua conduta moral. Os que insistirem me verão na mesa da juíza. Ou na porta do inferno

6 comentários:

Anônimo disse...

Voto para vereador pra mim, não vale mais nada; a não ser, 5 sacos de cimentos ou 2 milheiros de tijolos pois é a unica coisa que serve o vereador.

Anônimo disse...

pois digo o mesmo para mim vereador e nada nao nada vereador meu voto e`nulo podes crer proximas eleiçao nao voto em ninguem nem em presidente em merda nem uma pois nunca recebe recompensas agora estou orientada no assunto politica sao farinha do mesmo saco so pensam no bolso deles o povo q se dane nao e`politicos corruptos? pis q vao ganhar as eleiçoes no inferno da minha parte ok?................

Anônimo disse...

em epoca de politica eles prometem ceu e mar pois va na onda deles q vc se afunda passam por vc nao olha nem na cara porq vcs bjardinense sao uns baboes q vivem se rastejando para conseguir um cargo q vcs nao recebem nem um salario e vem pgmtos atrasados com um disconto q faz vergonha e ai vem as revoltas so q e`tarde vcs nao sabem escolher o certo porq todos eles calça 40 nao e`bjardinense medrosos mostrem suas caras e suas revoltas e arrependimento meus caros .

Anônimo disse...

E A LEI DA FIDELIDADE PARTIDÁRIA, QUANDO SERÁ APLICADA EM BELO JARDIM?

Aroldo Campos disse...

Realmente nem sempre ficamos felizes com aqueles a quem confiamos nosso voto, mais votar também é importante. A culpa da falta de ética dos nossos vereadores é do próprio povo, pois os vereadores sabem que a opinião de pessoas esclarecidas nem sempre tem importância, visto que, nas próximas eleições é só distribuir sacos de cimentos e tijolos para se elegerem novamente. Então continuem votando, mais votem em quem tem realmente ética.

Anônimo disse...

Eu não diria q na segunda votação para presidente da AEB Carmem ganhou,já que se juntasse os votos dos outros candidatos e nulos ela perderia,para ver q a grande maioria estava insatisfeitos com gestão de Carmem.Ela ganhou de 2 ou 3 votos na frente de Jorge e foram uns 8 nulos.Mas sabíamos q não adiantava nada eleições se o estatuto da AEB não tinha o direito para escolher o presidente e sim o prefeito.Mas um nome que iria ganhar era do Professor Estevam que não quis concorrer q não adiantava ganhar e o prefeito escolher.