Masturbação pode causar câncer?

segunda-feira, 2 de fevereiro de 2009

Não falta mais nada, meus amigos.

Vejam a matéria que segue:

Homens que são muito ativos sexualmente em seus 20 e 30 anos são mais propensos a desenvolver câncer de próstata, principalmente se se masturbam com frequência. Esse é o resultado de um estudo com mais 800 machos liderado pela inglesa Universidade de Nottingham e publicado no jornal britânico BJU International. Vale ressaltar que o maior problema foi visto na masturbação - e não nas relações sexuais.

Homens com câncer de próstata se masturbavam mais do que os homens sem a doença. A maior diferença apareceu nos 20 anos - 34% x 24%, respectivamente - e 30 - 41% x 31%. Elas foram menos acentuadas aos 40 anos, 34% e 28%, e 50 anos, 25% e 26% - ué, inverteu!

“Os hormônios parecem desempenhar um papel fundamental no câncer de próstata. É muito comum usar como tratamento a redução deles”, diz - aqui, em inglês - o autor principal, Polyxeni Dimitropoulou. “O sexo do homem também é regulado pelos seus níveis hormonais, assim esse estudo analisou a teoria de que ter uma intensa atividade sexual afeta o risco do câncer de próstata”, completa.

Mais dados curiosos que surgiram no estudo:

  • 59% dos homens disseram que tinham relação sexual ou masturbação 12 vezes por mês ou mais nos seus vinte e poucos anos. Aos 30, a frequencia foi para 48%; aos 40, 28%; e aos 50, 13%;
  • 39% dos homens com câncer tiveram seis ou mais parceiras, em comparação com 31% do grupo controle;
  • homens com câncer de próstata eram mais propensos a ter doenças sexualmente transmissíveis;
  • não houve associação significativa entre a atividade sexual e câncer de próstata em um homem de 40 anos. Uma teoria para isso é que o corpo já consegue se defender devido às toxinas acumuladas com o tempo.

Não vou concluir nada. Só que esse é um blog de meninas – nós, mulheres, somos melhores -, mas nos interessamos por meninos, não? - no meu caso, claro - Bom, vou deixar cada uma matutar consigo mesma sobre o resultado dessa pesquisa.


0 comentários: